Fórum Gramado: Cidade cenográfica não resiste muito tempo

Realizada nesta quinta-feira (12), na Câmara de Vereadores de Gramado, a Solenidade de Abertura do Fórum Gramado de Estudos Turísticos contou com a presença de autoridades e da comissão organizadora do evento. Destaque para o anúncio e confirmação da segunda edição do evento, que já tem data para acontecer: de 9 a 11 de maio de 2019. Na sequência, Palestra Magna a cargo de Luiz da Gama Mór, vice presidente executivo responsável pela operação global da TAP por 17 anos. “O turismo deve estar a serviço de um projeto de cidade”.

A frase foi sabiamente lembrada pelo palestrante, que também ressaltou as infinitas possibilidades de crescimento que os novos modelos de negócios oferecem, em contraste com os perigos e a padronização do turismo predador.

Na Europa, lembrou, as cidades começam a ser devolvidas para seus habitantes. A ideia é “permitir” que as pessoas ocupem as ruas novamente, pois o modelo das grandes cidades foi transformado pelos automóveis.

Gramado, paralelamente, deve valorizar o seu verde, que é, ressaltou, o que melhor representa a autenticidade da região e verdadeiramente encanta os turistas estrangeiros. “Uma cidade cenográfica não resiste muito tempo”, ressaltou. Mór falou muito sobre a necessidade dos destinos se preocuparem com a originalidade de seus produtos.

Segundo ele, o boom de Portugal só aconteceu porque o país se atrasou em descobrir o turismo como atividade econômica, mas quando se deu conta o país permanecia com a sua identidade cultural e histórica, o que encantou ainda mais os visitantes. “Uma cidade boa para o morador é uma cidade boa para o turista”, afirmou. Sem meias palavras, o palestrante foi direto ao falar sobre a força dos aplicativos de transportes e hospedagem: “Não briguem com novos modelos de negócios, porque eles são mais eficientes. Tentem regulamentar”, afirmou Mór. “Os novos modelos sacodem e vão continuar sacudindo, mas não pode ser a Casa da Mãe Joana”, finalizou o palestrante, chamando a atenção para o avanço da inteligência artificial na atividade turística. O evento prossegue até sábado, 14 de abril, propoorcionando um amplo debate sobre o turismo sustentável.

As palestras acontecem na Sociedade Recreio Gramadense, no coração de Gramado, em frente à Rua Coberta.

Entre os palestrantes do evento, destaque para Nuno Sousa Pinto, vice-presidente de operações do Rock In Rio USA; o publicitário Luiz Grottera, especializado em elaborar o branding de destinos turísticos; Javier Cha, Diretor de Cassinos do Uruguay; Márcio Fávilla, diretor da Organização Mundial do Turismo; o peruano Palmiro Ocampo, integrante do Grupo de Chefs “Geração com Causa” e o Prefeito de Curitiba, Rafael Greca. Vale lembrar que o Fórum contou com o suporte acadêmico da Universidade de Caxias do Sul (UCS), por meio do Programa de Mestrado e Doutorado em Turismo e Hospitalidade, ratificando a importância da UCS na investigação científica em turismo no Brasil.

O Colóquio “Turismo: Cenários, Ciência e Desenvolvimento Turístico” ratificou a importância de sua realização como um indicador significativo do entendimento do Fórum, colocando em foco o turismo como ciência a serviço do desenvolvimento sustentável do país. Cabe destacar que o Colóquio confere premiação em dinheiro aos três melhores trabalhos apresentados, o que é raro no meio acadêmico.

Foram 49 trabalhos inscritos sendo 20 em exposição e 29 orais. O Fórum Gramado de Estudos Turísticos é uma realização do SindTur Serra Gaúcha e conta com o apoio da Prefeitura de Gramado e da Câmara de Vereadores de Gramado. Além de contar com a coordenação de importantes lideranças empresariais e políticas de Gramado, o Fórum Gramado de Estudos Turísticos conta com organização de Rossi & Zorzanello Feiras e Empreendimentos, responsável pelo Festival de Turismo de Gramado, que acontece com sucesso há quase três décadas.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Continue lendo...

Aluguel por Temporada

A discussão dos aluguéis de temporada

Fernando Boscardin, formado em jornalismo e direito, tem 48 anos. Além de advogado e jornalista também é empresário nos ramos da hotelaria e cosméticos. Como

LEIA MAIS »